O que é remuneração: Entendendo a Remuneração Variável

Por Julia Campos
5 minutos de leitura
o-que-e-remuneracao-entendendo-a-rv

A remuneração é um tema central no ambiente corporativo, que influencia diretamente a motivação e o desempenho dos colaboradores. A expressão "o que é remuneração" envolve a compreensão de todos os elementos financeiros e não financeiros que um colaborador recebe em troca de seu trabalho. 

Entre as diversas formas de remuneração, a variável se destaca como estratégia eficaz para alinhar os objetivos dos funcionários com os da empresa. Dessa forma, visa promover um desempenho superior e recompensar os resultados atingidos.

O que é remuneração

A remuneração total de um colaborador pode ser dividida em dois componentes principais: a remuneração fixa e a Remuneração VariávelSendo assim, a remuneração fixa inclui salários, benefícios fixos e outras compensações garantidas, independentemente do desempenho do funcionário. Por outro lado, a Remuneração Variável depende diretamente dos resultados obtidos pelo indivíduo, pela equipe ou pela empresa como um todo.

Remuneração Variável

A Remuneração Variável é um sistema de pagamento que varia conforme o desempenho e os resultados alcançados. Ela conta com duas categorias — os Incentivos de Curto e Longo Prazo (ICP e ILP). Ou seja, a diferença entre eles é o tempo de resgate.

Nos ICPs, a pessoa colaboradora recebe a remuneração em até um ano. Já no caso dos ILPs, o beneficiário resgata o prêmio em, no mínimo, um ano. O prazo pode ser maior, a depender do que a empresa determina.

Este tipo de remuneração é projetado para incentivar os colaboradores a atingirem metas específicas, contribuindo para os objetivos estratégicos da organização.

Principais tipos de Incentivos de Curto Prazo

Incentivos de Curto Prazo são recompensas financeiras oferecidas aos funcionários para atingir metas específicas dentro de um período de tempo relativamente curto, geralmente até um ano. 

Portanto, esses incentivos são projetados para motivar os empregados a melhorar seu desempenho e alcançar objetivos rápidos e tangíveis. Dessa forma, contribuem diretamente para os resultados imediatos da empresa. São alguns dos modelos de ICP mais conhecidos:

  • bônus — pagamentos adicionais ao salário base, geralmente vinculados ao cumprimento de metas ou resultados específicos;
  • comissões — pagamentos baseados em um percentual das vendas ou negócios fechados, comum em áreas como vendas e corretagem;
  • participação nos lucros — distribuição de uma parte dos lucros da empresa entre os colaboradores, incentivando o engajamento e o alinhamento com os objetivos corporativos.

Principais tipos de Incentivos de Longo Prazo

Os Incentivos de Longo Prazo são mecanismos de remuneração que visam reter talentos e alinhar os interesses dos empregados com a visão de longo prazo da empresa. Desse modo, estes incentivos são geralmente oferecidos na forma de ações ou opções de ações distribuídos ao longo de vários anos. São alguns dos principais modelos de ILP:

  • Ações Restritas — atribuição de ações que se tornam propriedade do beneficiário após um período de tempo ou mediante o cumprimento de certas metas;
  • Opções de Compra de Ações: Direito de comprar ações da empresa a um preço predeterminado após um certo período.

Vantagens da Remuneração Variável 

A Remuneração Variável oferece várias vantagens tanto para os empregadores quanto para os colaboradores. Veja quais são elas a seguir.

Alinhamento de objetivos

Ao vincular a remuneração ao desempenho e aos objetivos de longo prazo, as empresas podem alinhar os interesses dos beneficiários com os objetivos organizacionais. Sendo assim, a companhia incentiva os colaboradores a trabalharem de forma mais eficiente e a focar em resultados que beneficiem a empresa.

Motivação e engajamento

A possibilidade de ganhos adicionais motiva os colaboradores a se empenharem mais em suas tarefas. Portanto, saber que seu esforço pode resultar em recompensas financeiras adicionais aumenta significativamente o engajamento e a produtividade.

Retenção de talentos

Sistemas de Remuneração Variável atraem e retêm talentos. Isso porque, muitos profissionais buscam oportunidades nas quais seu desempenho seja reconhecido e recompensado de maneira justa.

Flexibilidade 

A Remuneração Variável oferece às empresas a flexibilidade de ajustar os pagamentos de acordo com a performance e os resultados financeiros. Dessa forma, há a possibilidade de  realizar uma gestão mais eficaz dos custos.

Desafios e considerações

Apesar dos benefícios, a implementação de um sistema de Remuneração Variável também apresenta desafios. Portanto, é crucial que os objetivos e as métricas de desempenho sejam claramente definidos e comunicados para evitar mal-entendidos e frustrações. Além disso, o sistema deve ser justo e transparente, garantindo que todos os beneficiários tenham oportunidades iguais de alcançar os objetivos estabelecidos.

Ademais, é importante ressaltar que deve haver o equilíbrio entre a remuneração fixa e a variável. Logo, um sistema excessivamente focado em Remuneração Variável pode gerar estresse e competição excessiva entre os colaboradores. Enquanto um sistema com pouca ênfase na variável pode não alcançar o efeito motivacional desejado.

Saiba mais sobre o assunto!

Entender o que é remuneração é entender que o papel dela é essencial para criar um ambiente de trabalho produtivo e motivador. A Remuneração Variável não apenas incentiva o desempenho e o engajamento, mas também contribui para a retenção de talentos e o alinhamento dos objetivos individuais com os da empresa. Portanto, se implementada de forma justa e transparente, a Remuneração Variável é uma poderosa ferramenta para impulsionar o sucesso organizacional.

A Pris é especialista em Incentivos de Longo Prazo e pode ajudar sua empresa a adorar esse tipo de estratégia. Fale conosco para conhecer melhor nossos produtos e serviços. Também siga nossos perfis nas redes sociais para ver mais conteúdos como este.

Sobre o Autor
Julia Campos é analista de Marketing de Conteúdo da Pris. Cursa MBA em Gestão de Pessoas pela USP/Esalq e é bacharel em Jornalismo e Publicidade e Propaganda pela UniAcademia. Tem experiência em marketing, produção jornalística, de conteúdo e assessoria de imprensa. Atua como produtora de conteúdo de temas como Remuneração Variável.

Artigos Relacionados

Remuneração executiva: estruturação e impactos no desempenho organizacional

A remuneração executiva é um tema complexo e crucial para o sucesso das organizações. Isso porque, a forma como os...

Veja como um ILP pode ser usado como ferramenta para retenção de talentos

A retenção de talentos é acompanhada de perto pelo setor de RH, pois é um fator extremamente importante para a...

Entenda os objetivos de cada categoria de programas de incentivo

Incentivos de Curto Prazo e de Longo Prazo são as categorias de programas de incentivo que compõem um pacote de...

homeenvelopephone-handset