“Quebra de patente” de medicamentos: qual o impacto real na sociedade?

Muito se fala sobre o termo “Quebra de Patente” para medicamentos, então vamos explicar de fato o que esse termo significa e quais os impactos práticos na sociedade. Primeiramente, o termo “Quebra de Patente” não é o mais apropriado para tratar do assunto, uma terminologia melhor seria “Licença Compulsória”. Mas, o que isso significa? Licença […]

Leia mais

Co-fundador da Pris colabora na produção de livro internacional sobre PI

A Câmara de Comércio Internacional (ICC – International Chamber of Commerce), maior organização do mundo em se tratando de questões de negócios, acaba de lançar um importante livro sobre Valoração em Propriedade Intelectual que contou com a colaboração de um de nossos fundadores, Daniel Eloi. Sobre a ICC – Câmara De Comércio Internacional A ICC […]

Leia mais

PRIS é um dos destaques do Ranking 100 Open Startups 2019!

Todo o trabalho em equipe, a motivação e paixão pelo que fazemos têm nos transformado de dentro para fora. Nos últimos anos, temos investido em estrutura física, formação de profissionais e, principalmente, na qualidade de vida de nossos colaboradores. Os resultados alcançados evidenciam que estamos no caminho certo.  Há pouco tempo fomos certificados pela GPTW […]

Leia mais

Segredo Industrial: qual a sua importância para o meu negócio?

Muito se fala sobre registro de marcas, patentes e desenhos industriais, porém há uma categoria de proteção de invenção que muitos já ouviram falar, porém poucos sabem realmente como funciona. O Segredo Industrial pode ser uma ótima ferramenta estratégica para seu negócio. Segredos Industriais são um tipo de proteção para garantir a confidencialidade de informações […]

Leia mais

Flexibilização da priorização de pedidos de patentes de ICT´s

Neste mês de junho, o Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) iniciou a terceira fase do Projeto-piloto “Patentes ICT’s”. A principal mudança desse projeto foi a flexibilização dos requisitos para solicitar o exame prioritário. Esta mudança afetará, essencialmente, instituições científicas, tecnológicas e de inovação que não precisarão mais comprovar o interesse do mercado no ativo. […]

Leia mais