Aqui você encontra todas as nossas publicações


O que é PLR e como funciona

plr

A Participação nos Lucros e Resultados, ou PLR, como é mais chamada, é uma das remunerações variáveis mais conhecidas e mais almejadas por colaboradores. Esse incentivo de curto prazo é, atualmente, praticado em empresas de diferentes portes e segmentos.

Neste artigo, você entenderá melhor o que é a PLR, como esse benefício funciona e as principais vantagens de implementar essa remuneração estratégica para empresa, equipe e colaboradores. Boa leitura!

O que é PLR?

A Participação nos Lucros e Resultados é uma espécie de remuneração variável, mais especificamente uma categoria de Incentivo de Curto Prazo, ou seja, o beneficiário tem acesso em um período igual ou menor a um ano.

O benefício recompensa os colaboradores de uma empresa que conseguiu alcançar metas atreladas ao aumento do lucro naquele período, geralmente de um ano.

É importante destacar que a PLR não substitui o salário dos funcionários, já que essa é uma RV e o salário trata-se de uma remuneração fixa. A seguir, entenderemos melhor como esse benefício funciona.

Como o benefício funciona?

A PLR tem algumas características de funcionamento próprias. A seguir, você entenderá como é a legislação, a incidência do imposto de renda e verá como funcionam as metas do benefício.

Legislação

A Participação nos Lucros e Resultados está prevista na Constituição Federal no artigo 7º, Inciso XI, que diz respeito aos “direitos dos trabalhadores urbanos e rurais que visem à melhoria de sua condição social”.

O benefício também é regulamentado pela Lei nº 10.101, sancionada em 2000. O regulamento diz que após planejada, a PLR deve ser homologada por uma comissão, que envolve o Sindicato em questão e representantes da empresa.

Além disso, outras regras para a aplicação do benefício são definidas, como:

  • a PLR poderá ser paga até duas vezes em um ano, mas sempre com diferença de um trimestre entre as remunerações;
  • o benefício não sofrerá encargos trabalhistas;
  • a remuneração não substitui o salário, como apontamos anteriormente.

É ainda necessário entender que a PLR não é um benefício obrigatório. No entanto, quando adotada, deve ser ofertada a todos os funcionários do regime celetista, mesmo que os valores variem cargo a cargo. Não recebem a bonificação:

  • freelancers;
  • estagiários;
  • servidores públicos.

Imposto de renda

Existem algumas dúvidas sobre como o imposto de renda incide sobre a PLR. Não há tributação se o valor do benefício é igual ou abaixo de R$6 mil. Acima desse valor, o desconto ocorre na fonte, no mesmo ano em que o beneficiário recebe a remuneração.

A tabela de alíquotas para PLRs acima de R$6 mil é descrita na mesma Lei nº 10.101 que regulamenta o benefício.

Metas

Para que a PLR seja concedida, é necessário alcançar metas previamente definidas e que são atreladas ao aumento do lucro da empresa. Mas existem modalidades para essas metas:

  • meta para a empresa — nessa modalidade, a empresa, como um todo, precisa alcançar os objetivos anteriormente traçados com relação ao lucro anual. Ao atingir a meta, todos os colaboradores recebem o benefício integralmente;
  • meta por área ou colaborador —  nesse modelo, existem métricas pensadas para a área específica ou por colaborador. Um exemplo, se o setor de RH atinge 75% da meta, a PLR será proporcionalmente paga ao desempenho do time, ou seja, 75% do incentivo.

Quais são os benefícios de adotar a PLR?

Essa estratégia de incentivos apresenta diversos benefícios para o colaborador, equipe e também para a empresa. A seguir, veja quais são as principais vantagens em implementar a Participação de Lucros e Resultados na sua empresa.

Senso de pertencimento e responsabilidade

Sabendo que a PLR depende do alcance de uma meta específica, o colaborador fica ciente que será necessário o esforço de todos para que o benefício seja concedido. Isso faz com que o senso de pertencimento a um grupo seja aguçado, bem como a ideia de que cada funcionário tem uma parcela de responsabilidade para que o objetivo seja alcançado.

Fortalecimento da cultura organizacional

O sentimento de unidade ainda resulta em um fortalecimento da cultura organizacional. O grupo, mais unido em busca de um objetivo comum, pode passar a se relacionar melhor com as diretrizes de comportamento que a empresa busca praticar.

Motivação e produtividade

A remuneração, como já mencionamos, depende do esforço conjunto, portanto, os colaboradores entendem que precisam fazer boas entregas para receber o benefício, o que, consequentemente, estimula a motivação e produtividade de toda a equipe, que está em busca de bater uma meta específica.

Atração e retenção de talentos

O aporte salarial que o benefício proporciona é um grande diferencial na hora de atrair novos talentos para a empresa. Isso porque, em determinadas áreas, como a de tecnologia, há muita disputa por candidatos. Portanto, a PLR é uma vantagem competitiva nesse sentido.

O incentivo também se torna um importante passo na retenção de talentos, já que deixa o pacote de benefícios mais robusto, um fator que pesa na decisão do colaborador de sair ou permanecer na instituição.

Saiba mais sobre o assunto

Você pôde conhecer melhor aspectos técnicos da PLR, como a legislação, regras para aplicação do imposto de renda, metas e forma de remuneração, além de ver quais são os principais benefícios de adotar esse incentivo de curto prazo. Como conclusão, entendeu que essa remuneração funciona como incentivo e como recompensa para o trabalho de um ciclo, geralmente, anual.

Se você gostou do conteúdo abordado nesse artigo, nos siga nas redes sociais e receba atualizações sobre o tema. Estamos no LinkedIn, Facebook, Instagram e YouTube

Sobre o Autor



Gostaria de um tema específico?

Gosta de escrever?