Stock Options: como funciona o mais utilizado plano de ILP

Por Julia Campos
6 minutos de leitura
stock-options

Como já dissemos em alguns outros artigos, os Incentivos de Longo Prazo têm sido cada vez mais adotados pelas empresas para compor uma cesta de benefícios mais atrativa e para ajudar a performance organizacional. Neste artigo, vamos falar mais sobre as Stock Options — como funciona o plano de ILP mais utilizado no Brasil atualmente. Boa leitura!

Relembre o que é ILP

Para se aprofundar no funcionamento do Stock Options, é importante conhecer ou relembrar o conceitos do que são os Incentivos de Longo Prazo (ILP). Portanto, abordaremos esse tópico primeiro.

Os Incentivos de Longo Prazo, ao lado dos Incentivos de Curto Prazo (ICP), integram o conjunto da Remuneração Variável

A principal diferença entre as categorias é que, enquanto no ICP o incentivo financeiro fica disponível para as pessoas beneficiárias em até um ano, nos programas de ILP o resgate do benefício só ocorre após, no mínimo, 12 meses, podendo se estender por mais tempo a depender das regras do plano.

Além disso, o alcance dessa remuneração é regida por um contrato que impõe determinadas carências e regras — o vesting, que explicaremos melhor adiante.

Além do Stock Option, outros planos de ILP são conhecidos e praticados no mercado, cada um com características únicas:

Entenda como funciona o programa de Stock Options

Também chamado de Plano de Opções de Compra de Ações, o SOP, sigla utilizada para se referir ao Stock Options Plan, é a categoria de ILP mais utilizada no Brasil atualmente.

Nesse programa de incentivo, a empresa oferta a opção da compra da ação, um option pool, a um preço pré-estabelecido, chamado de preço de exercício. A pessoa beneficiária pode adquirir parte do equity até a conclusão de um período determinado, chamado de prazo de vencimento.

Se o colaborador ou colaboradora concluir que a compra das ações não vai produzir ganho até o vencimento, ele ou ela não precisa exercer o benefício, mas não receberá o incentivo financeiro.

Vesting

O contrato de vesting é o fator que estipula a partir de quanto tempo a pessoa colaboradora pode começar a comprar as opções, ou seja, um período de carência. 

Normalmente, a carência aplicada no Stock Options é temporal, ou seja, para que o funcionário ou funcionária esteja apto ou apta para integrar o programa de ILP, ele ou ela deve trabalhar na empresa por, no mínimo, um determinado período de tempo previsto no vesting. 

Caso a pessoa saia da empresa antes do fim do período de carência, perde a oportunidade de participar do programa e, se já estiver integrada ao ILP, abre mão do incentivo.

Ganho financeiro

O ganho financeiro da pessoa beneficiária acontece na diferença entre o preço de exercício (na entrada do plano) e o valor da ação no momento do exercício. Ou seja, este último deve ser maior do que o primeiro.

Se as ações estiverem valorizadas e a pessoa colaboradora decidir exercer as opções, recebe as ações, pagando menos pelos papéis do que aqueles que não fazem parte do plano.

Sabemos que o vocabulário utilizado para explicar o funcionamento do SOP pode ser complexo para pessoas que não estão familiarizadas com o assunto. Para tornar o entendimento desse processo mais simples, indicamos uma leitura complementar.

Veja quais são as principais vantagens do SOP

Já dissemos que esse é o plano de ILP mais utilizado no Brasil atualmente. Naturalmente, essa modalidade apresenta benefícios interessantes tanto para a empresa quanto para as pessoas beneficiárias. Continue a leitura para conferir quais são as principais vantagens do Stock Options.

Retenção estratégica de pessoas-chave

As pessoas contempladas pelo SOP geralmente são colaboradoras-chave de uma empresa, apresentando destaques como:

  • performance fora da curva;
  • conhecimento, técnica e/ou experiência inerente ao funcionamento da empresa;
  • poder de influência sobre colegas;
  • vivência e disseminação da cultura organizacional, entre outros fatores.

Tendo isso em vista, é de extremo interesse da empresa manter o executivo ou executiva em seu cargo. Sendo assim, lançam mão da retenção estratégica por meio do Stock Options.

Esse é um plano de longo prazo que pode oferecer uma grande vantagem financeira para as pessoas beneficiárias. Portanto, é interessante para o colaborador ou colaboradora se manter na empresa até cumprir o período de vesting para poder exercer as ações. 

Ao ser convidada para integrar o plano, a pessoa executiva também entende que a empresa enxerga seu valor e reconhece a qualidade de seu trabalho. Sendo assim, se sente valorizada, fator de extrema importância para a gestão de pessoas ser bem-sucedida.

Alinhamento de interesses

As pessoas acionistas esperam que as ações da empresa em que investiram se valorizem. Para que isso aconteça, além de outros fatores, é necessário que os indicadores institucionais e financeiros dessa empresa estejam positivos. 

Quando uma pessoa colaboradora participa do plano de Stock Options, ela se torna uma potencial acionista, portanto, também se torna interesse dela que a performance da empresa seja a melhor possível. Isso desperta ou intensifica seu sentimento de dono ou dona. 

O colaborador ou colaboradora fica ciente de que quanto melhor o seu trabalho e dos colegas, mais a empresa tem chances de performar bem e as ações se valorizarem e mais retorno financeiro ele ou ela poderá receber no exercício das opções. 

Conservação do caixa

Esse é um plano que não liquida as ações em dinheiro, portanto, o caixa da empresa fica preservado. Dessa forma, é possível estimular o reinvestimento no negócio. Essa característica faz do Stock Options uma estratégia que equilibra benefícios e custos financeiros.

Saiba mais sobre Stock Options!

Neste artigo, falamos sobre Stock Options — como funciona esse plano de ILP e como suas principais vantagens podem ser atrativas tanto para as empresas quanto para as pessoas beneficiárias. Além disso, ainda relembramos o conceito dos Incentivos de Longo Prazo e citamos outros modelos de plano desta categoria.

A Pris é especialista em ILP e, consequentemente, em Stock Options. Entre em contato conosco e saiba mais sobre o plano de Incentivo de Longo Prazo mais utilizado no país!

Sobre o Autor
Julia Campos é analista de Marketing de Conteúdo da Pris. Cursa MBA em Gestão de Pessoas pela USP/Esalq e é bacharel em Jornalismo e Publicidade e Propaganda pela UniAcademia. Tem experiência em marketing, produção jornalística, de conteúdo e assessoria de imprensa. Atua como produtora de conteúdo de temas como Remuneração Variável.

Artigos Relacionados

Saiba como adotar um plano de Stock Options

O plano de Stock Options é um dos Incentivos de Longo Prazo mais procurados pelas empresas. Isso se deve, principalmente,...

Como um ILP se encaixa em diferentes cenários de crescimento da empresa?

Planos de Incentivos de Longo Prazo (ILP) oferecem uma ampla gama de benefícios para beneficiários e empresas. Porém, há uma...

Conheça os objetivos de cada estratégia de incentivo

Todos os modelos de Incentivos de Longo Prazo oferecem benefícios para pessoas beneficiárias e empresas. No entanto, cada estratégia de...

homeenvelopephone-handset