Aqui você encontra todas as nossas publicações


O que são e como implementar incentivos de curto prazo

O mercado de trabalho tem se transformado rapidamente. Um novo comportamento cultural, fruto dessas transformações, é o da alta rotatividade. Colaboradores trocam de empresa com frequência, principalmente em áreas muito demandadas, como a de tecnologia. Uma solução que o mercado tem adotado para tentar frear o turnover e atrair novos talentos são os Incentivos de Curto Prazo (ICP).

Durante esse texto, você terá acesso a diversas informações sobre ICP — o que é, as vantagens de adotar essa remuneração estratégica e como implementar o benefício na sua empresa. Boa leitura!

Saiba o que são Incentivos de Curto Prazo

Incentivos de Curto Prazo, mais conhecidos como ICP, são uma das duas categorias de remuneração variável (RV). A outra modalidade são os Incentivos de Longo Prazo (ILP).

Os ICPs visam recompensar ou estimular financeiramente o esforço e dedicação dos colaboradores de uma empresa. Além disso, podem proporcionar uma sensação de valorização profissional.

Esse tipo de remuneração não é obrigatória, mas deixa robusta uma cesta de benefícios, tornando-a mais atraente para novos talentos e também para evitar o turnover, como veremos à frente.

Como o próprio nome já diz, os Incentivos de Curto Prazo são disponibilizados em um breve período de tempo. Os pagamentos são realizados em ciclos de um ano ou menos. Já os ILPs são pagos em um ano ou mais.

São tipos de Incentivos de Curto Prazo:

  • bônus;
  • Participação nos Lucros e Resultados (PLR);
  • comissão de vendas;
  • gratificação, entre outros.

Veja algumas das vantagens dos planos de ICP

Essa estratégia de incentivo apresenta diversas vantagens tanto para a empresa que a implementa quanto para colaboradores e a equipe. A seguir, você poderá conhecer os três principais benefícios dos ICPs.

Atração de talentos

Como dissemos no início do texto, o mercado de trabalho está cada vez mais concorrido, principalmente quando o assunto são perfis especialistas. Portanto, as propostas mais atrativas são aquelas que receberão mais atenção dos candidatos.

É por esse motivo que se faz tão importante ter uma estratégia de benefícios bem estruturada, e os Incentivos de Curto Prazo são uma forma de remuneração que devem estar presentes nesse contexto. 

Redução de turnover

Também por conta do aquecimento de determinadas áreas, se tornou natural que os colaboradores movimentem suas carreiras com mais periodicidade. Isso significa que, atualmente, é mais comum que as pessoas fiquem períodos menores em uma só empresa. 

No entanto, essa taxa de rotatividade, também conhecida como turnover, pode ser danosa ao negócio se estiver fora de controle.

Os Incentivos de Curto Prazo são um fator que pode ajudar a controlar o turnover. O aporte salarial do benefício mais o sentimento de reconhecimento do desempenho podem ser um bom contraponto a outras propostas do mercado de trabalho.

Aumento da motivação e produtividade

Motivação nada mais é do que colocar mais energia em determinada área. No que se refere ao trabalho, estímulos como esse benefício podem ajudar a manter a motivação em alta. Quando os colaboradores estão mais empenhados em uma tarefa, é mais provável que a qualidade e o volume das entregas estejam melhores, sendo assim, nota-se um aumento na produtividade.

Entenda como implementar um plano de ICP

O plano de Incentivo de Curto Prazo tem diversas vantagens, como você acabou de ver, mas implementar essa remuneração envolve muito planejamento e um esforço conjunto de várias áreas. A seguir, veja algumas dicas de como inserir o ICP na sua empresa.

Planeje

Planejamento é essencial para iniciar qualquer estratégia dentro de uma instituição. Não seria diferente com a implantação de um Incentivo de Curto Prazo. O primeiro passo é avaliar o orçamento da empresa. Levantar o quanto pode ser investido em benefícios de curto e de longo prazo.

Depois, é necessário entender as necessidades principais da equipe, avaliar a concorrência e traçar os objetivos e metas, conforme falaremos a seguir. 

Trace objetivos e metas

É preciso avaliar qual é o objetivo da empresa ao adotar aquele ICP e quais são as metas desejadas. Esse fator é muito importante até mesmo para escolher qual a categoria de incentivo é mais adequada para o momento da instituição. 

Nesta fase, também, é preciso traçar quais serão as regras para receber o benefício, para além da legislação vigente. Além disso, é importante pensar se haverá meta por área ou até mesmo individual. 

São algumas metas já praticadas por diversas empresas:

Estabeleça indicadores

Os indicadores servem para medir se as metas e objetivos traçados anteriormente estão sendo alcançados. Após o planejamento desses pontos a serem batidos, é importante decidir quais são os dados que deverão ser observados para nortear o pagamento, ou não, do benefício.

Comunique com clareza

Comunicar o plano com clareza e transparência é fundamental para alinhar os interesses da empresa e dos colaboradores. Explicar o passo a passo de como a remuneração irá funcionar e como os funcionários poderão se beneficiar com o plano evitará que o processo fique mal entendido, o que pode gerar uma frustração e queda na motivação da equipe.

Além disso, a comunicação eficiente reforça a transparência da empresa e transmite a preocupação da instituição para com seus trabalhadores.

Acompanhe o desenvolvimento do plano

Após implementar o plano de Incentivos de Curto Prazo, é preciso estar atento, nos primeiros meses, a possíveis problemas e ajustar o que for necessário. Porém, é necessário que o acompanhamento dos indicadores seja uma tarefa constantemente desempenhada.

A empresa deve estar ciente que, ao longo do tempo, os objetivos e metas podem mudar conforme o crescimento, momento econômico, entre outros fatores. Por isso, uma revisão desse tópico pode ser necessária, bem como a revisão dos indicadores caso haja alguma mudança neste tópico.

Além disso, a empresa deve estar sempre disponível para esclarecer dúvidas de novos e antigos colaboradores a respeito do benefício.

Entre em contato com a gente!

Nesse artigo, você viu que os Incentivos de Curto Prazo são um bom recurso para motivar a equipe, atrair e reter talentos. Além disso, viu dicas para implementar essa estratégia no seu negócio. Como conclusão, entendeu que planejar, estabelecer metas e objetivos, escolher indicadores, comunicar bem a estratégia e acompanhar seu desenvolvimento são a chave para o sucesso do ICP.

Gostou de entender mais sobre Incentivos de Curto Prazo? Entre em contato conosco para sanar eventuais dúvidas!  E nos siga nas redes sociais para acompanhar mais conteúdos sobre o assunto! Estamos no LinkedIn, Facebook, Instagram e YouTube

Sobre o Autor



Gostaria de um tema específico?

Gosta de escrever?