Aqui você encontra todas as nossas publicações


Como posso criar senhas seguras e proteger meus acessos?

senha-segura

Se você viveu o começo da internet no Brasil, seja em casa, lan house ou em algum familiar que comprou um tubão no início dos anos 2000, provavelmente já ouviu falar de um vírus chamado Cavalo de Tróia, foi avisado para não encontrar estranhos na internet ou demorou para desenvolver uma confiança com compras online. Se algum desses não é com você, tenho certeza que desde que criou seu primeiro cadastro online, seja no Orkut ou no Facebook, você foi aconselhado a usar uma senha segura, usando letras, números e símbolos. Hoje vamos falar sobre como criar senhas seguras seguindo passos simples, e entender por que pensar em boas senhas é essencial para sua segurança.

Quanto menos óbvia for sua senha, mais segura ela é. Então vamos começar pelo básico:

  • não use dados pessoais para criar senhas. Isso inclui endereços, números de telefone, datas de aniversário, nomes de pets e por aí vai. Quanto mais acessível for essa informação, menos você deve usá-la para a criação das suas senhas;
  • não use nomes ou termos fáceis de encontrar em dicionários, como nomes de pessoas, países ou até mesmo nomes de séries e filmes como “Harry Potter” ou “The Office”. Existem dicionários eletrônicos com termos comuns prontos para adivinhar sua senha com tentativa e erro;
  • Evite usar truques para disfarçar palavras, como substituir a letra “i” por “1” ou a letra “e” por “3”, por já ser uma técnica previsível. 

Use e abuse da criatividade! Sempre escolha criar senhas grandes, com no mínimo oito caracteres, usando letras maiúsculas, minúsculas, números e caracteres especiais como “$”, “&” ou “#”. Você também pode usar as iniciais de uma frase, por exemplo:

Senha show de bola para minha conta => &S$DBP@MC!

Meu gato pisou no teclado => M3uG@t0PNT?*

O uso de frases em senhas, chamado de “passphases”, também é recomendado. Você pode usar combinações como “cachorrocomendobiscoitinhos” ou “geleiaverdurapaozinho”, frases de no mínimo três palavras, desde que sejam combinações não óbvias. Não pode usar o nome do amado(a) como senha, hein?

Sempre que disponível, é importante optar por autenticação de dois favores ou de duas etapas. A autenticação em duas etapas é quando, após login e senha, é enviado um e-mail, SMS ou ligação telefônica para a verificação do acesso. Pode ser também que esse código seja gerado através de uma plataforma de tokens, como o Google Authenticator. Já a autenticação de dois (ou múltiplos!) fatores, é a combinação de fatores de autenticação diferentes, o que a torna mais segura do que a autenticação de duas etapas. Enquanto a autenticação em duas etapas usa da junção de informações que o usuário tenha conhecimento, a autenticação em dois fatores combina também o fator de algo que você possui, como uma senha e um cartão de acesso, por exemplo. 

Lembre-se de trocar suas senhas periodicamente, não compartilhar com ninguém seus acessos e evitar usar senhas que já foram usadas anteriormente, principalmente em uma mesma conta. Ah, e jamais use a mesma senha em várias contas diferentes! Cuide bem das suas senhas, e semana que vem tem mais Segunda Segura!

Sobre o Autor



Gostaria de um tema específico?

Gosta de escrever?