Aqui você encontra todas as nossas publicações


Qual a diferença entre valorar uma tecnologia e uma patente?

Esta é uma pergunta recorrente em reuniões e cursos que temos ministrado sobre valoração: qual a diferença entre valorar uma tecnologia e uma patente? Isso porque, invariavelmente, o valor da patente depende do valor da tecnologia protegida.

Pela experiência que já vivi, o valor de uma patente, de forma geral, é fortemente relacionado ao valor da tecnologia que está protegida. Além do próprio valor da tecnologia, deve-se levar em consideração o benefício gerado pela existência da patente. Para analisar o benefício gerado pela patente, temos que analisar seu objetivo. Em nossa experiência, temos visto 4 situações principais: liberdade de operação, vantagem competitiva sobre os competidores, criação de oportunidades de negócio futuras e bloqueio de concorrentes. É claro que existem tecnologias que dependem de um conjunto de patentes para se viabilizar, e isso deve ser considerado no momento da valoração.

A figura a seguir resume os principais objetivos de se patentear uma tecnologia e como cada caso gera valor para a tecnologia:

Vale destacar que essa é uma regra geral, mas que cada caso deve ser analisado com atenção. Há situações em que uma tecnologia patenteada em busca da liberdade de operação “perde” valor por possuir a proteção. Isso porque, além de explicitar informações para concorrentes no documento da patente, a empresa possui custos de manutenção do portfólio (conforme colocamos no nosso e-book “Reduzindo Custos com Patentes!”).

Neste e-book discuti as 5 perguntas que temos visto com frequência em nossos cursos de valoração e também em trabalhos que temos desenvolvido com empresas no contexto de transferência de tecnologias e gestão de patentes.

Acredito que este material, em conjunto com os outros materiais que escrevemos anteriormente, sirva como referência prática para discussões em torno do tema de valoração de tecnologias.

Quer saber mais sobre o tema?

Baixe nosso e-book completo!

Vamos escrever em breve um artigo relacionado à metodologia para a escolha de abordagens de valoração no contexto de negociação. Ficamos à disposição para contatos via e-mail para discutir algum aspecto sobre o artigo e também para receber novas perguntas a serem respondidas em artigos futuros.

Sobre o Autor

Daniel Eloi é sócio fundador da PRIS. Desde 2007 desenvolve pesquisas e lidera projetos e ministra cursos relacionados à valoração de tecnologias, apoio à gestão estratégia de Propriedade Intelectual, análise de investimento em projetos de grande porte e desenvolvimento de software. Graduado e mestre em Engenharia de Produção pela UFMG, aprimorou suas habilidades empreendedoras no Babson College e na Stanford University, nos EUA.



Gostaria de um tema específico?

Gosta de escrever?